Balança comercial, PIB, importação e exportação, superávit, déficit… Você reconhece algum desses termos? É provável que você já os tenha ouvido no noticiário diário, ou talvez lido em alguma história polêmica envolvendo Estados Unidos e China, não é mesmo? O Comércio Exterior está mais presente em nossas vidas do que imaginamos.

 

Por isso, a área surge como uma excelente opção de curso para quem sonha conquistar um diploma na faculdade, ou até mesmo para quem já é formado e quer atualizar suas habilidades por meio de uma segunda graduação.

 

O profissional formado em Comércio Exterior possui uma ampla gama de possibilidades profissionais, ainda mais em um país como o Brasil, que figura as primeiras posições no ranking de exportação de milho, soja e carne bovina. Você poderá atuar diretamente com demandas internacionais de compra e venda de produtos, um setor que envolve toda uma cadeia de operações.

 

Ao optar por uma faculdade de Comércio Exterior EAD, o aluno aprenderá sobre os diversos processos de logística, transações cambiais e negociações, assim como técnicas de controle de fluxo de embarque e desembarque para transportar os mais variados produtos. É, sem dúvidas, uma área muito empolgante para quem gosta de tecnologia, Administração, Economia e até mesmo de política internacional.

 

Neste texto, vamos apresentar as principais características do curso, as boas notícias sobre o mercado de trabalho e a melhor forma de você estudar de casa sem comprometer a rotina profissional e familiar. Vamos nessa?

 comercio exterior 2

Como é a faculdade de Comércio Exterior?

 

O aluno que decide cursar Comércio Exterior a distância pode optar por uma instituição que ofereça a graduação em formato tecnólogo – com duração de dois anos – ou o bacharelado de 4 anos, este mais completo e abrangente para quem busca uma especialização que abra várias portas para o futuro profissional.

 

Uma instituição de ensino superior renomada no mercado deve seguir as principais normas de regulamentação impostas pelo Ministério da Educação (MEC), e oferecer ao aluno uma grade curricular que disponha de conteúdos voltados para todas as temáticas que abrangem o curso de Comércio Exterior. Esteja preparado para aprender bastante coisa sobre Contabilidade, mercado financeiro, Direito Internacional e Língua Estrangeira.

 

Essas são algumas das matérias que você verá ao longo da graduação:

 

  • Teoria Geral da Administração;
  • Fundamentos da Economia;
  • Psicologia e Sociologia;
  • Estatística;
  • Negociações Internacionais;
  • Engenharia Financeira e Econômica;
  • Sociedade e Meio Ambiente;
  • Legislação Aduaneira;
  • Geopolítica;
  • Agenciamento Marítimo;
  • Direito Tributário;
  • Política Externa Brasileira.

 

Note que a grade curricular do curso de Comércio Exterior é bastante rica, permitindo ao aluno se especializar em diferentes áreas que envolvem negociações e mercado de entrada e saída de produtos.

 

Outra especialidade que esse profissional deve ter em seu currículo é o ensino de língua estrangeira. Afinal, negociar com diversos países exige o domínio do idioma. Isso facilitará tanto seu acesso às informações daqueles países quanto o contato com empresas estrangeiras, facilitando a vinda de novos negócios e oportunidades.

 

É importante ainda esclarecer uma dúvida frequente que surge para muitos que pesquisam sobre essa área: afinal, qual a diferença entre Comércio Exterior e Relações Internacionais?

 

Podemos resumir de forma simples dizendo que o profissional de RI atua mais diretamente nas questões sociais, culturais e estratégicas, por meio da intermediação de diálogos internacionais. Já o profissional de Comércio Exterior atua na parte operacional, cuidando dos trâmites logísticos dos produtos.

 

Áreas de atuação e o mercado de trabalho

 

Quando o assunto é mercado de trabalho e projeções para o futuro da área no Brasil, o Comércio Exterior continua sendo um dos protagonistas das boas notícias. Isso porque o Produto Interno Brasileiro, o nosso querido PIB, depende muito da importação e da exportação de produtos.

 

Em um mundo cada vez mais globalizado, com países negociando abertamente suas tecnologias e serviços, profissionais capacitados para lidar com a logística e a operação são figuras fundamentais para o crescimento da economia.

 

Junto com o Agronegócio, o setor de Comércio Exterior apresenta excelentes números no Brasil – mesmo em tempos de crise. Por gerar influência direta no PIB, essa é uma das áreas que mais recebem incentivos governamentais e oportunidades de crescimento. Segundo dados da Associação Brasileira de Consultoria e Assessoria em Comércio Exterior (Abracomex), o Brasil registrou um superávit de de US$ 46,6 bilhões em 2019.

 

As áreas de atuação para o profissional de Comércio Exterior são as mais variadas possíveis. O profissional de Comércio Exterior pode desempenhar suas funções em polos industriais e centros comerciais. Há também a possibilidade de trabalhar em órgãos internacionais ou prestando consultoria para empresas privadas. Confira algumas das principais funções desse profissional no mercado de trabalho.

 

  • Agenciamento de carga: responsável pelo frete e o seguro internacional, além de acompanhar os embarques e desembarques das mercadorias, sejam em portos, sejam em aeroportos.
  • Fiscalização de contratos e cotação: lida diretamente com a cotação de moedas e produtos, e com o fechamento de contratos de compra e venda com empresas estrangeiras, sempre se atentando à legislação vigente de cada país.
  • Consultoria: atua como uma espécie de assessoria para empresas de médio e pequeno porte que desejam iniciar negociações internacionais.
  • Gestão: responsável pela parte operacional dos empregados, coordenando as operações da empresa ou de um setor específico.
  • Logística: aqui entra a definição da melhor forma de transportar os produtos entre os países, analisando custo e tempo de entrega. Cada país adota suas próprias regras de abate e transporte de animais, como é o caso da carne halal para os países muçulmanos.
  • Prospecção: trabalho de pesquisa para captar novos clientes no mercado internacional, em busca de expansão e oportunidades vantajosas para a economia.

 

Uma das novidades que vem alavancando as oportunidades para o setor do Comércio Exterior é o avanço do blockchain, uma tecnologia que promete revolucionar a maneira como conhecemos os pagamentos digitais. Ou seja, essa é uma área que ainda tem muito a ser explorado, e deve ser vista com bons olhos por profissionais de engenharias e sistemas de informação.

 

Quanto ganha o profissional de comércio exterior?

 

O aluno formado no curso de Comércio Exterior EAD encontrará um mercado repleto de oportunidades. Como você pode observar, não faltam boas notícias para injetar ânimo nas perspectivas futuras da profissão no Brasil, ou até mesmo fora dele. Essa é uma categoria que possui boas médias salariais no mercado de trabalho.

 

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), um agente de comércio exterior ganha em média R$ 2.355,87 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais. O teto salarial pode chegar a R$ 5.725,80 para esta que é uma das profissões “bases” da área. Há ainda diversos outros setores para prosperar, com ganhos que podem chegar a 20 mil reais. Confira mais detalhes sobre salários:

  • Gerente de Negócios Internacionais: de R$ 5.892 a R$ 9.912
  • Gerente de Comércio Exterior: de R$ 5.863 a R$ 18.614
  • Analista Internacional: de R$ 4.343 a R$ 13.473
  • Chefe de Operações Portuárias: de R$ 3.706 a R$ 7.997
  • International Trader: de R$ 2.490 a R$ 5.500
  • Despachante Aduaneiro: de R$ 2.167 a R$ 6.893
  • Analista de Logística em Comércio Exterior: de R$ 2.308 a R$ 5.100
  • Consultor de Comércio Exterior: de R$ 3.555 a R$ 6.716

 

Existe Comércio Exterior EAD?

 

Sim, existe, mas são poucas as universidades brasileiras que oferecem o curso de Comércio Exterior pela modalidade EAD. Para que a instituição seja autorizada a ofertar cursos a distância é necessário que haja uma estrutura digital acessível e moderna, oferecendo ao aluno as condições necessárias para ele estudar de onde e quando quiser.

 

Na hora de escolher a melhor universidade para conquistar o tão sonhado diploma, você precisa se atentar a alguns critérios de qualidade, como localização, custo-benefício, a estrutura do campus e a metodologia de ensino aplicada.

 

Uma das grandes vantagens da faculdade a distância está na flexibilidade do curso, permitindo ao aluno conciliar a vida acadêmica e profissional. Com rotinas cada vez mais atarefadas, muita gente acaba não tendo tempo para estudar e melhorar suas habilidades, e é nessa hora que um curso EAD faz toda a diferença.

 

As aulas do EAD são disponibilizadas por meio de uma plataforma digital de ensino, que pode ser acessada de onde e quando o aluno quiser. Dessa forma, é possível montar um cronograma de estudos que seja compatível com a rotina de cada aluno. Você pode até assistir às aulas aos finais de semana, ou reservar uma hora por dia para se dedicar aos estudos.

 

Quando as dúvidas surgirem, não se preocupe. Há um fórum online com tutores disponíveis para te auxiliar, além de chats para você trocar experiências com os demais colegas de turma. Tudo é pensado para facilitar o aprendizado do aluno e tornar a graduação uma experiência confortável e prazerosa.

 

Ao estudar de casa, o aluno ainda garante maior desconto nas mensalidades, já que a faculdade EAD exige menos deslocamentos até o campus, gerando mais economia não só para si mesmo, mas também para a universidade. Vale lembrar que um curso a distância ainda assim deve ser levado com responsabilidade e muita dedicação!

 

Para complementar seus estudos, a nossa dica é: não deixe de fazer algumas visitas à universidade para utilizar os laboratórios, bibliotecas e participar de eventos, o que tornam sua graduação ainda mais completa e satisfatória.

 executiva

Vale a pena como segunda graduação?

 

Uma dúvida bastante frequente que surge para quem está procurando o curso ideal no ensino superior é se vale a pena fazer uma pós ou segunda graduação para complementar os estudos ou até mesmo mudar os ares na carreira profissional. Se esse for o caso, fique tranquilo, porque isso é mais comum do que parece!

 

Muitos profissionais sentem a necessidade de se especializar em novas habilidades para deixar o currículo mais abrangente e conquistar novos desafios no mercado de trabalho, por isso alguns cursos são excelentes opções para quem busca oportunidades interessantes. E o Comércio Exterior é uma das áreas que mais atraem a atenção de jovens adultos que já possuem algum conhecimento na área.

 

Você sabia que essa é uma excelente graduação para quem já é formado em engenharia ou algum curso voltado para as tecnologias digitais? Por abranger diversas áreas relacionadas aos campos da matemática, da administração e da economia, a faculdade de Comércio Exterior se torna uma opção muito bem vista por quem deseja complementar os estudos e se tornar ainda mais eficaz no que faz.

 

Não faltam motivos para investir em uma segunda graduação. A metodologia a distância permite ao aluno enriquecer o currículo acadêmico e dar um passo ainda mais adiante no mercado de trabalho, pois intercala aulas online e desenvolvimento técnico de maneira que não interfere na vida profissional do estudante. Sendo assim, você consegue estudar e trabalhar ao mesmo tempo, desenvolvendo seus dois campos mais importantes para uma carreira de sucesso.

 

Como você pode notar, a faculdade de Comércio Exterior é hoje uma das melhores opções, seja para quem está em busca do primeiro diploma, seja para quem quer uma segunda graduação. O mercado está otimista, as projeções de carreira são animadoras e a área passa por atualizações constantes para modernizar o sistema de logística e entrega aos países colaboradores.

 

O Brasil vem numa crescente no processo de recuperação econômica após vários anos de crise, e o aumento das importações é uma prova disso, com um cenário bastante otimista para os próximos anos. Segundo técnicos da área econômica, o governo está trabalhando para uma abertura comercial mais flexível e com menos burocracias, o que consequentemente favorece as exportações.

Em um mundo cada vez mais interligado, as negociações e parcerias comerciais entre empresas e governos se tornam fundamentais para o bom andamento da economia. Com um cenário tão positivo, fica difícil não investir em uma faculdade de Comércio Exterior, não é mesmo?

Está convencido de que essa é uma excelente opção para o seu futuro acadêmico e profissional? Então não deixe de conferir todas as vantagens que o aluno da Univille encontra ao optar pela faculdade de Comércio Exterior EAD.

 

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead Univille

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT