O LinkedIn é a maior rede profissional do mundo, com mais de 645 milhões de usuários em 200 países e territórios.

Através dele é possível estabelecer conexões e estar por dentro de tendências corporativas.

Para quem está em busca de oportunidades, em transição de carreira ou, até mesmo, no início de sua vida profissional, é uma ferramenta muito interessante para fazer parte e acompanhar. 

Neste artigo, vamos te explicar como funciona o LinkedIn, quais suas funcionalidades e como criar um bom perfil na plataforma.

o-que-e-o-linkedin - Descrição da Imagem: Vidro com logotipo do LinkedIn impresso.

O que é o LinkedIn?

O Linkedin foi oficialmente lançado em maio de 2003.

É uma rede social que já está há bastante tempo no mercado, antes mesmo do Facebook (fevereiro de 2004) e do saudoso e já extinto Orkut (janeiro de 2004).

Em dezembro de 2016, as ações do LinkedIn foram adquiridas pela Microsoft.

Conforme a página oficial da rede, a missão é conectar profissionais do mundo todo, tornando-os mais produtivos e bem-sucedidos.

Isso explicita o diferencial do LinkedIn em comparação com outras redes sociais.

O que você pode fazer no LinkedIn?

O Linkedin não é uma rede somente para quem está procurando emprego. 

Qualquer pessoa pode criar o seu perfil profissional, compartilhando experiências sobre a sua carreira, estudos e habilidades.

Confira algumas funcionalidades do LinkedIn:

  • Receber e conceder recomendações profissionais. Isso é uma ferramenta útil na hora de contratar e ser contratado;
  • Conhecer outras pessoas e conhecer o perfil profissional delas;
  • Oferecer oportunidades e procurar talentos;
  • Seguir informações de empresas que você admira o trabalho desenvolvido;
  • Explorar oportunidades de emprego;
  • Fazer Networking, ou seja, trabalhar a sua rede de contatos profissionais;
  • Manter contato com amigos e colegas de trabalho;
  • Compartilhar conteúdos e, ainda, comentar o conteúdo de outras pessoas;
  • Ficar por dentro de tendências corporativas.

Tipos de conta no LinkedIn

Para qualquer interessado, o LinkedIn oferece a Conta Basic, que é gratuita. Nela é possível manter seu perfil on-line, visualizar o perfil de outras pessoas, criar sua identidade profissional na web, solicitar recomendações, entre outras funcionalidades.

Porém, é possível fazer um upgrade e adquirir uma conta Premium.

A conta Premium funciona conforme planos e objetivos. 

Premium Carreiras - Nessa opção é possível entrar em contato com qualquer recrutador ou anunciante de vagas via InMail (com três créditos de InMail por mês) e, além disso, saber quem viu seu perfil nos últimos 90 dias e como ele foi encontrado. É voltado para pessoas que estão em busca de emprego, recolocação ou oportunidades de crescimento.

Premium Contratação - Essa opção é direcionada para recrutadores e, inclusive, tem um design exclusivo para recrutamento, onde é possível gerenciar todo o banco de candidatos em um só lugar.

Premium Negócios - Direcionado para empresas, nesse plano é possível entrar em contato com qualquer pessoa no LinkedIn, mesmo que vocês não estejam conectados, além de receber informações detalhadas sobre o crescimento da empresa e tendências de contratação.

Premium Vendas - Acesso exclusivo em uma interface para vendas, além de um mecanismo de pesquisa avançado para encontrar leads, com alertas e estatísticas. É voltado para profissionais que desejam potenciais clientes para os seus negócios.

Como ter um bom perfil no LinkedIn?

Para ser notado é preciso construir um bom perfil no LinkedIn.

Quanto mais completo seu perfil for, maior será a chance de você ser descoberto nas pesquisas.

Abaixo, reunimos alguns aspectos para ajudar você a preencher o seu perfil

Adicione sua foto

A própria plataforma do LinkedIn, no seu suporte, informa que perfis com foto podem receber até 14 vezes mais visualizações do que os usuários sem foto.

Pense que sua foto é o seu cartão de visitas.

Confira algumas dicas para otimizar suas fotos:

  • Escolha bem o fundo, dando preferência para fundos neutros, sem muitos elementos, que destaquem a imagem do seu rosto;
  • Esteja sozinho: é uma dica básica, mas válida. É preferível uma foto onde você seja o destaque, apenas. Sem pessoas de fundo ou pessoas ao lado, em fotos recortadas;
  • Garanta imagens nítidas: fique atento na qualidade da imagem. Procure observar se não está fora de foco, granulada, muito clara (foto superexposta) ou muito escura (foto subexposta);
  • Evite exagero nos filtros e tratamentos de fotos. Aqui, é preferível fotos mais naturais para que as pessoas reconheçam você facilmente;
  • Evite fotos muito artísticas, com jogos de luzes e sombras ou poses muito elaboradas. Garanta que seu rosto esteja bem iluminado e que as pessoas possam perceber que é você.
  • Preste atenção no recorte da sua foto. Não faça clicks muito longes, de corpo inteiro, por exemplo, nem tão perto, como em fotos 3x4. Pondere nos ângulos, procurando por planos fechados.

É muito importante que a foto retrate você, pois o LinkedIn tem diretrizes e condições para a publicação de fotos no perfil.

Fotos que não estejam em conformidade, podem ser removidas pela equipe.

Em perfil pessoal, não se deve utilizar foto de logotipos de empresas, paisagens, animais ou com palavras e frases.

Crie um bom título

O título é uma descrição que fica no topo da página do seu perfil.

Nele, você deve inserir palavras-chaves importantes que definem sua carreira e suas habilidades profissionais.

São simples palavras, mas de extrema importância. O limite para os títulos é de 120 caracteres.

Você não precisa, necessariamente, colocar seu cargo atual no título. E caso você esteja procurando emprego, não coloque “em busca de emprego” ou “em busca de recolocação”.

Andrio Ferreira, especialista em Linkedin, aconselha que, no título, você declare o que você faz, em que área atua e qual sua expertise, de forma a “convidar” que o visite entre no seu perfil e verifique mais informações.

Conte um pouco mais sobre você no resumo

O resumo é um dos espaços mais importantes de um perfil. Nele, você tem a oportunidade de contar sua história profissional e mostrar o seu diferencial.

No resumo, você deve citar e competências, falar sobre seus projetos e realizações, sempre lembrando de citar exemplos concretos.

Pode-se citar, também, traços de sua personalidade. Isso gera empatia e instiga o leitor. Luciana Borges, especialista em LinkedIn e estrategista pessoal, cita em artigo que esse é o momento de “ser você”, valorizando suas preferências, hobbies e estilo de vida.

Experiências profissionais

Você deve adicionar todas as experiências profissionais relevantes para o seu currículo e descrever as funções exercidas.

Para incrementar, é possível adicionar links externos com notícias a respeito de projetos e realizações desenvolvidas.

Solicite recomendações

Uma recomendação no LinkedIn é feita para elogiar as competências de algum colega de trabalho, funcionário, parceiro ou aluno.

Você pode solicitar e conceder recomendações, sem limitações.

Não se preocupe, pois elas precisam ser previamente aprovadas para serem exibidas no perfil.

Por isso, você pode ocultar recomendações que, ao seu ponto de vista, não estejam adequadas com os seus objetivos profissionais.

Adicione suas competências

No LinkedIn, há um campo específico para você adicionar suas competências como, por exemplo, a capacidade de lidar com ferramentas e tecnologias, como o Pacote Office e o Pacote Adobe.

Isso ajuda a mostrar os seus pontos fortes.

Suas conexões podem, ainda, endossar essas competências, recomendando-as.

Também é possível fazer testes, desenvolvidos pelo próprio LinkedIn, para avaliar o quão bom você é em tal habilidade.

O teste é em inglês e, ao ser aprovado, você ganha um selo de avaliação de competências do LinkedIn, que fica exibido no seu perfil.

Estabeleça conexões

O LinkedIn funciona através de uma rede de conexões. O grau de conexão que você tem com outro usuário afeta a forma como pode interagir com ele no LinkedIn.

Confira os tipos de conexões:

Conexões de 1º grau - pessoas com as quais você estabeleceu uma conexão direta porque aceitou o convite de conexão delas ou porque elas aceitaram o seu convite.

Conexões de 2º grau - são pessoas conectadas às suas conexões de 1° grau. Você verá o ícone de 2° grau ao lado do nome nos resultados de pesquisa e no perfil da conexão.

Conexões de 3º grau - são pessoas conectadas às suas conexões de 2º grau. Você verá o ícone de 3° grau ao lado do nome nos resultados de pesquisa e no perfil da conexão.

Siga influenciadores relevantes

Influenciadores são profissionais que engajam o público com a produção de conteúdos relevantes na plataforma.

Além disso, seguir influenciadores expande sua rede de contatos. 

Anualmente, o LinkedIn divulga uma lista chamada “Top Voices” com profissionais que propõem conversas relevantes na plataforma, em suas respectivas áreas.

Confira a lista completa da edição do LinkedIn Top Voices 2020: Brasil

Compartilhe e escreva conteúdo relevante de seu feed do LinkedIn

É sempre importante ter um papel ativo nas redes, aumentando o seu alcance. 

Você pode compartilhar conteúdos escritos por outras pessoas, assim como no Facebook, ou escrever os seus próprios conteúdos.

O primeiro ponto é escrever sobre aquilo que você conhece, ou seja, sobre a sua área de atuação. Escreva também com clareza, sempre pensando em agregar valor para suas conexões.

Fale sempre sobre casos concretos e cite exemplos. Não use conteúdos para fazer autopromoção ou para prejudicar a imagem de alguém ou de alguma empresa.

Engaje-se com suas conexões

Tão importante quanto compartilhar conteúdos é, também, comentar e engajar o conteúdo de suas conexões.

Aproveite para elogiar, parabenizar e adicionar argumentos em um debate. Você pode, inclusive, ler publicações que você discorde e emitir sua opinião.

Todavia, não seja agressivo. Exponha a sua visão e o seu raciocínio prezando pela educação. Afinal, discordar, também, faz parte do processo.

Conclusão

O LinkedIn é um ótimo meio para conhecer o mundo corporativo, independentemente de momento em que você se encontra, começando sua trajetória profissional ou buscando novas posições no mercado

Porém, para ser notado entre diversos usuários, é preciso construir um bom perfil.

Não se esqueça de adicionar sua foto e preencher suas informações pessoais, como o título, resumo, experiências, competências e habilidades.

Também estabeleça boas conexões e interaja com o conteúdo delas. Além disso, compartilhe seu próprio conteúdo, sempre que for possível. 

Se você gostou dessas informações, fique ligado no conteúdo do blog do EAD UNIVILLE.

Como sugestão de leitura, acompanhe nosso artigo sobre os cursos superiores com maior empregabilidade.

Inscreva-se no nosso Blog

blog ead Univille

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT