Mercado de Trabalho

Em busca de oportunidades? Saiba quais são as profissões em alta de 2022

Por Redação   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Seja para mudar de carreira ou para escolher a faculdade, conhecer as profissões em alta é um fator importante para tomar uma decisão. Para te ajudar nesta tarefa, resumimos as principais informações do Guia Salarial da Robert Half, consultoria internacional de recursos humanos, que traz uma lista dos cargos mais bem remunerados de 2022.

As profissões em alta apresentadas foram separadas em 7 áreas, que abrangem organizações de pequeno, médio e grande porte (P, M e G). A média salarial de cada cargo varia de acordo com o porte e o nível de senioridade. Não são considerados bônus, benefícios e outras formas de remuneração.

As 7 áreas das profissões em alta em 2022 são:

  1. Tecnologia
  2. Mercado Financeiro
  3. Finanças e contabilidade
  4. Vendas e marketing
  5. Engenharia
  6. Jurídico
  7. Seguros

Saiba como ingressar no EAD Univille e dê o primeiro passo para uma carreira de sucesso!

1. Profissões em alta na área de tecnologia

Desenvolvedor front-end sênior

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 11,5 mil a R$ 19,3 mil

Coordenador de segurança da informação

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 14,7 mil a R$ 20,2 mil

Analista de testes sênior

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 8,3 mil a R$ 13,9 mil

Habilidades mais procuradas

  • Conhecimentos aprofundados em cibersegurança, ciência de dados, programação, inteligência artificial e robótica.
  • Ter os certificados CISSP (Certified Information Security Systems Professional), OSCP (Offensive Security Professional) e CEH (Certified Ethical Hacker).

Setores que mais contratam

  • Tecnologia
  • Varejo
  • Logística
  • Mercado financeiro
  • Startups

Por que essas profissões estão em alta?

  • Transformação digital acelerada com a pandemia de Covid-19.
  • Falta de mão de obra especializada: há um déficit potencial de 24 mil profissionais de TI no Brasil, segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais (Brasscom).

2. Profissões em alta no mercado financeiro

Analista de equity research

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 14,5 mil a R$ 22,2 mil

Analista de fusões e aquisições

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 12,2 mil a R$ 18,7 mil

Analista de compliance

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 11,3 mil a R$ 17,3 mil

Habilidades mais procuradas

  • Experiência em equity research, compliance e M&A.
  • Certificações como CNPI (Certificação Nacional do Profissional de Investimento), CPA (Certificação Profissional ANBIMA) e CIIA (Certificado Internacional de Analista de Investimentos).
  • Perfil analítico e curioso, que goste de estudar e pesquisar.

Setores que mais contratam

  • Fundos de private equity
  • Bancos de investimentos
  • Fintechs
  • Assets
  • Meios de pagamento

Por que essas profissões estão em alta?

  • O aumento no número de investidores no mercado de ações: de acordo com a B3, havia 814 mil CPFs ativos na Bolsa de Valores em 2018. Dois anos depois, foi atingida a marca de 3,2 milhões de investidores, um aumento de quase 300%.
  • Previsão de uma série de IPOs (oferta pública de ações na bolsa de valores pela primeira vez) previstos para os próximos meses.

3. Profissões em alta na área de finanças e contabilidade

Analista de M&A, RI e tesouraria estruturada

  • Empresas P e M: salários de R$ 6 mil a R$ 7,9 mil
  • Empresas G: salários de R$ 6,9 mil a R$ 9,4 mil

Controller

  • Empresas P e M: salários de R$ 15,1 mil a R$ 22,7 mil
  • Empresas G: salários de R$ 22,8 mil a R$ 35,1 mil

Coordenador de planejamento

  • Empresas P e M: salários de R$ 9,3 mil a R$ 14,2 mil
  • Empresas G: salários de R$ 12,6 mil a R$ 18,4 mil

Habilidades mais procuradas

  • Conhecimento avançado de Excel
  • Modelagem financeira
  • Ferramentas de business intelligence
  • Sistemas integrados de gestão empresarial (ERP)
  • Capacidade analítica e visão estratégica

Setores que mais contratam

  • E-commerce
  • Logística
  • Farmacêutica e healthcare
  • Tecnologia
  • Agronegócio
  • Infraestrutura
  • Bens de consumo

Por que essas profissões estão em alta?

  • Aumento de fusões e aquisições de empresas (M&A). Só nos três primeiros meses de 2021 foram 375 operações, um recorde nos últimos 20 anos, segundo a KPMG.
  • Redução de custos dentro das empresas para se preparar para a retomada da economia.

4. Profissões em alta na área de vendas e marketing

Analista de marketing digital

  • Empresas P e M: salários de R$ 4,1 mil a R$ 7,4 mil
  • Empresas G: salários de R$ 6,2 mil a R$ 11 mil

Gerente de customer relationship

  • Empresas P e M: salários de R$ 3,1 mil a R$ 5,6 mil
  • Empresas G: salários de R$ 4,8 mil a R$ 8,6 mil

Gerente de e-commerce

  • Empresas P e M: salários de R$ 9,7 mil a R$ 17,2 mil
  • Empresas G: salários de R$ 13,8 mil a R$ 24,6 mil

Habilidades mais procuradas

  • Análise de dados
  • Marketing digital

Setores que mais contratam

  • Bens de consumo
  • Varejo
  • Tecnologia
  • Startups
  • Educação
  • Healthcare
  • Mídia e publicidade
  • Agronegócio

Por que essas profissões estão em alta?

  • Aumento expressivo nas vendas online nos últimos dois anos devido à pandemia de Covid-19.

5. Profissões em alta na engenharia

Gerente de supply chain

  • Empresas P e M: salários de R$ 17,1 mil a R$ 27,5 mil
  • Empresas G: salários de R$ 21,7 mil a R$ 34,9 mil

Coordenador de customer service

  • Empresas P e M: salários de R$ 6,2 mil a R$ 10 mil
  • Empresas G: salários de R$ 7,8 mil a R$ 12,5 mil

Engenheiro de aplicação e vendas

  • Empresas P e M: salários de R$ 5,4 mil a R$ 8,8 mil
  • Empresas G: salários de R$ 7,8 mil a R$ 12,5 mil

Habilidades mais procuradas

Especialização em logística.

Setores que mais contratam

  • Saúde
  • Tecnologia
  • Infraestrutura
  • Bens de consumo
  • Logística
  • Mineração

Por que essas profissões estão em alta?

  • Aumento nas vendas online levou a uma maior demanda por especialistas em logística.

6. Profissões em alta na área jurídica

Advogado sênior em M&A

  • Empresas P: salários de R$ 10,7 mil a R$ 15,7 mil
  • Escritórios boutique e empresas M: salários de R$ 14,8 mil a R$ 21,7 mil
  • Empresas G: salários de R$ 16,4 mil a R$ 24,1 mil

Advogado sênior consultivo tributário

  • Empresas P: salários de R$ 11,9 mil a R$ 17,5 mil
  • Escritórios boutique e empresas M: salários de R$ 15,6 mil a R$ 22,9 mil
  • Empresas G: salários de R$ 16,5 mil a R$ 24,1 mil

Advogado sênior de contencioso cível

  • Empresas P: salários de R$ 9,8 mil a R$ 14,5 mil
  • Escritórios boutique e empresas M: salários de R$ 11,5 mil a R$ 16,9 mil
  • Empresas G: salários de R$ 12,3 mil a R$ 18 mil

Habilidades mais procuradas

  • Experiência em fusões e aquisições, compliance e reestruturações societárias.
  • Conhecimento da legislação vigente sobre segurança de dados e privacidade do usuário, como a LGPD.

Setores que mais contratam

  • Tecnologia
  • Varejo
  • E-commerce
  • Serviços
  • Bens de consumo
  • Agronegócio

Por que essas profissões estão em alta?

  • Aumento de fusões e aquisições de empresas (M&A). As organizações estão em busca de profissionais com experiência em M&A, compliance e reestruturações societárias.
  • Adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e a normas de cibersegurança.

7. Profissões em alta na área de seguros

Analista de inovação digital

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 8,3 mil a R$ 12,5 mil

Analista atuarial

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 9,8 mil a R$ 11,4 mil

Gerente de produtos

  • Empresas P, M e G: salários de R$ 13,8 mil a R$ 20,7 mil

Habilidades mais procuradas

  • Soft skills como inovação, criatividade e comunicação.
  • Não é exigida graduação em uma área específica.

Setores que mais contratam

  • Operadoras de saúde
  • Corretoras
  • Insurtechs
  • Seguradoras de grandes riscos

Por que essas profissões estão em alta?

  • Crescimento das insurtechs no Brasil: já existem 61 startups deste segmento no país, dezessete a mais do que em 2017, segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups).
  • Demanda crescente por serviços menos burocratizados por pessoas físicas e jurídicas.

Pensando em apostar em uma das profissões em alta da lista? Aprenda a usar o LinkedIn a seu favor!