Enem

Matérias que mais caem no Enem 2022: saiba quais são e estude com foco!

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Afinal, quais matérias que mais caem no Enem 2022? Dominar os conteúdos cobrados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o primeiro passo para conquistar a vaga na universidade dos sonhos. 

Atualmente, o Enem é o método de entrada mais popular para o ensino superior. Em 2022, a prova será aplicada nos dias 13 e 20 de novembro. 

Diversas universidades passaram a adotar o Enem como principal método de entrada para o ensino superior, especialmente as instituições públicas. 

A nota do exame pode ser utilizada ainda por aqueles que desejam conquistar uma bolsa de estudos em uma instituição particular ou mesmo para financiamentos estudantis.

Mas antes de falarmos sobre o que fazer com a nota, é preciso que você entenda as melhores táticas para dominar as matérias que mais caem na prova, não é mesmo? 

Por isso, montamos um guia completo para você planejar seus estudos de acordo com os temas mais solicitados no exame. Confira a seguir.

Neste artigo, você vai conferir:

  1. Como funciona a prova do Enem
  2. Cronograma do Enem 2022
  3. Taxa de inscrição do Enem 2022
  4. Informações importantes para o Enem 2022
  5. Como funciona o Enem digital em 2022
  6. Matérias e assuntos que mais caem no Enem
  7. Dicas para estudar as matérias que mais caem no Enem
  8. Como praticar a redação do Enem
  9. Como calcular a nota do Enem
  10. Por que fazer o Enem?

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Como funciona a prova do Enem

Para chegar preparado ao exame, o aluno precisa entender como a prova é estruturada antes mesmo do dia de realização.

Ao dominar a estrutura do caderno de testes, você se sentirá mais preparado para realizar as questões com tranquilidade – e inclusive saberá quanto tempo deve dedicar a cada pergunta, além da ordem correta de preenchimento do gabarito.

A primeira informação útil que você deve ter em mente é de que a prova do Enem consiste de 180 questões, divididas em quatro temas principais – além da redação –, durante dois sábados ou domingos consecutivos.

Em 2022, o calendário ficou assim:

  • 1º dia: Redação; Linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências humanas e suas tecnologias,
  • 2º dia: Ciências da natureza e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias.

Em cada um dos temas citados acima, o aluno encontrará 45 questões e terá um tempo aproximado de 5 horas para finalizar o gabarito em cada dia de prova. Todo o conteúdo é distribuído no formato de múltipla escolha, com cinco opções de respostas cada.

Cronograma do Enem 2022

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC) responsável pela organização das provas, divulga as datas importantes do Exame ao longo do ano.

Confira o cronograma do Enem 2022 divulgado até agora:

  • Inscrições: 10 a 21 de maio
  • Pagamento da inscrição: 10 a 27 de maio
  • Pedido de atendimento especializado: 10 a 21 de maio
  • Pedido de tratamento pelo nome social: 23 a 28 de junho
  • Provas: 13 e 20 de novembro

Taxa de inscrição do Enem 2022

A taxa de inscrição do Enem 2022 é de R$ 85, que deve ser paga até 27 de maio.

No ato da inscrição, o candidato deve escolher se as questões de língua estrangeira serão em inglês ou espanhol.

Tem direito à isenção da taxa de inscrição os estudantes que atenderem a pelo menos um dos seguintes critérios:

  • Concluir o Ensino Médio em 2022 em escola da rede pública;
  • Ter cursado todo o Ensino Médio na rede pública ou como bolsista integral em escolas particulares;
  • Ter renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
  • Declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda.

Importante: quem tem direito à isenção da taxa também devem se inscrever, senão não poderá prestar o Exame.

Informações importantes para o Enem 2022

Além de entender o funcionamento do exame e estar por dentro dos conteúdos, é importante também estar atento aos detalhes do Enem, como horários, local de provas e o que levar na data. 

Ao conhecer essas especificidades do exame, você garante que não será prejudicado por algum erro bobo, como atrasos ou confundir o local de prova.

Após a divulgação, siga o passo a passo abaixo para descobrir qual é o seu local de prova:

  • Acesse a Página do Participante;
  • Faça o login pela sua conta no Gov.Br;
  • Clique em "Aplicação";
  • Clique em "Local de Prova";
  • Após isso, um personagem interativo da Página do Participante irá te enviar um botão escrito "Local de Prova". Clique nesse botão e tenha acesso ao seu Cartão de Confirmação, em que constará onde você fará o Enem.

Confira os horários do Enem 2022: 

⏰ Horários

13 de novembro:

  • 12h00: Abertura dos portões;
  • 13h00: Fechamento dos portões;
  • 13h00 às 13h30: Realização dos procedimentos de segurança durante a prova;
  • 13h30: Início das provas do Enem;
  • 18h30: Término das provas no segundo dia do Enem 2021.

20 de novembro:

  • 12h00: Abertura dos portões;
  • 13h00: Fechamento dos portões;
  • 13h00 às 13h30: Realização dos procedimentos de segurança durante a prova;
  • 13h30: Início das provas do Enem;
  • 19h00: Término das provas no primeiro dia do Enem 2020.

✔️ O que levar no dia da prova do Enem

Existem alguns itens que o candidato precisa levar no dia da prova e outros que são opcionais. Confira:

  • Caneta esferográfica preta com tubo transparente (obrigatório);
  • Documento de identificação oficial com foto (obrigatório);
  • Lanche energético para a prova (opcional);
  • Garrafa de água transparente e sem rótulo (opcional).

❌ O que não é permitido levar na prova do Enem:

  • Caneta de outra cor que não seja preta ou com tubo não transparente;
  • Relógio de qualquer tipo;
  • Lápis, borracha, lapiseira, corretivo e afins;
  • Armas de qualquer tipo;
  • Toucas, bonés ou outro acessório que cubra a cabeça ou o rosto;
  • Óculos escuros;
  • Celulares, tablets, calculadoras e outros aparelhos eletrônicos;
  • Livros, apostilas e qualquer outro conteúdo, impresso ou não.

Como funciona o Enem digital em 2022

O Enem digital é aplicado nos mesmos locais de prova da versão impressa. O candidato não pode responder as questões em casa.

As 180 questões objetivas são respondidas no computador, mas a redação é escrita à mão. Por isso, se você optar pela versão digital, lembre-se de levar uma caneta esferográfica preta.

Matérias e assuntos que mais caem no Enem

Agora que você já conhece a estrutura básica da prova, fica mais fácil de compreender a divisão correta das matérias e assuntos que mais caem no Enem.

Chegou a hora de você pegar um papel e uma caneta e anotar as dicas de temas mais pedidos. Dessa forma, ficará mais fácil para você montar seu cronograma de estudos. Vamos nessa?

Matemática

Confira o que mais cai de Matemática no Enem:

  • Equações de 1º e 2º graus: as de primeiro grau são igualadas a zero (ax+b = 0) enquanto as de segundo grau apresentam seus expoentes de maior valor elevado a 2 (ax²+bx+c = 0);
  • Geometria plana: área que estuda as figuras planas, aquelas compostas por comprimento e largura, porém sem profundidade. É o caso dos quadrados, triângulos e círculos;
  • Geometria espacial: representada pelas figuras tridimensionais, constituídas por comprimento, largura e profundidade. É o caso dos cubos, pirâmides, paralelepípedos e cilindros;
  • Porcentagem e matemática financeira: nessas questões, entram as matérias relacionadas às taxas de juros e liquidez do mercado, além dos cálculos de porcentagem referentes a unidades,
  • Funções: regra que relaciona o elemento de um conjunto (representado pela variável x) a outro (representado pela variável y). As funções podem ser divididas entre sobrejetoras, injetoras, bijetoras e simples.

Biologia

Confira o que mais cai de Biologia no Enem:

  • Ecologia: nicho que estuda as relações de todos os seres vivos com o meio ambiente onde vivem, tem o objetivo de entender o funcionamento das relações da natureza;
  • Anatomia e fisiologia: estuda a forma e a estrutura do organismo humano, como órgãos, sistemas, tecidos etc.;
  • Evolução e Genética: parte da matéria que analisa os mecanismos de hereditariedade ou de herança biológica;
  • Fontes alternativas de Energia: tema atual e bastante presente nas provas, trata das opções energéticas que causam menos impactos ao meio ambiente,
  • Vírus: tema em alta que deve aparecer cada vez mais nas provas, a categoria de vírus aborda as diferentes especificidades e consequências para a humanidade.

Português

Confira o que mais cai de Português no Enem:

  • Variação linguística: as diferenças entre a língua com base em contextos históricos e culturais, como gírias, dialetos e sotaques;
  • Interpretação de texto: análise de propagandas, tirinhas e reportagens sobre atualidades;
  • Função e impacto de novas mídias: tema bastante atual, que trata das novas formas de consumir assuntos por meio dos aplicativos digitais;
  • Intertextualidades: capacidade de interpretar um texto e tecer comentários a partir da fonte indicada,
  • Funções da linguagem: tem por objetivo compreender os elementos de comunicação da questão e as intenções do autor com o enunciado.

Física e Química

Confira o que mais cai de Física e Química no Enem:

  • Energia e Eletricidade: apresenta as principais definições e suas aplicações no cotidiano, como contas de energia, potência elétrica dos aparelhos, circuitos das residências etc.;
  • Cinemática: uma das áreas que mais aparecem nas provas, ela estuda a velocidade relativa, o movimento uniforme e as quedas;
  • Reações inorgânicas: estudo baseado nas reações de substâncias como ácidos, sais e óxidos, além da troca entre materiais;
  • Termoquímica: analisa a reação provocada pela troca de energia entre reagentes,
  • Cadeias carbônicas: estudo dos compostos carbônicos que formam as vitaminas, nutrientes e hormônios dos seres vivos, além de compostos sintéticos em substâncias como plásticos e borrachas.

Geografia e História

Confira o que mais cai de Geografia e História no Enem:

  • Produção Agropecuária: setor protagonista da economia brasileira, essa é uma matéria certeira na prova;
  • População economicamente ativa: cálculos estatísticos criados pelo IBGE para determinar o número de empregados e desempregados na população brasileira;
  • Era Vargas: o governo de Getúlio Vargas (1930-45) foi uma época de grandes transformações na história brasileira;
  • Ditadura militar no Brasil: um dos acontecimentos mais importantes da política brasileira, esse tema é sempre um dos mais pedidos na prova,
  • Guerra Fria: já em escala internacional, a guerra entre EUA x Rússia sempre será tema protagonista.

Filosofia e Sociologia

Confira o que mais cai de Filosofia e Sociologia no Enem:

  • Platão e Aristóteles: enquanto um defendia o inatismo, o outro defendia o empirismo. É importante saber a diferença entre os dois pensamentos;
  • Racionalismo moderno: movimento cultural criado no século XVI que tinha como objetivo teorizar o modo de pensar dos seres humanos;
  • Globalismo: em um mundo cada vez mais conectado, os conceitos de globalismo se fazem presentes no debate político internacional para unir nações,
  • Movimentos sociais: pautas sociais estão sempre em alta, portanto é carro-chefe de sociologia na prova. Temas como igualdade racial, feminismo, imigração e orientação sexual podem aparecer tanto nas questões de múltipla escolha como na redação.

Literatura e arte

Confira o que mais cai de Literatura e Artes no Enem:

  • Arte contemporânea: tendência artística que surgiu após a Segunda Guerra Mundial, e que pode ser transmitida por meio de obras, música, livros e moda,
  • Coesão Textual: uso adequado das regras gramaticais que formam uma estruturação sintática coesa, geralmente solicitado nas redações.

Língua Estrangeira (inglês ou espanhol)

Confira o que mais cai de inglês e espanhol no Enem:

  • Tipologia variada de textos: apesar de não exigir conteúdo avançado, é importante que você saiba o básico para analisar tirinhas, músicas e artigos;
  • Cognatos e falsos cognatos: palavras em inglês que você acha que parecem uma coisa mas não são, elas surgem em questões de pegadinha. É o caso de college, que muita gente acha que significa colégio, mas na verdade significa faculdade,
  • Linguagem verbal e não verbal: seja para quem escolhe inglês, seja para quem escolhe espanhol, elas estarão lá.

Lembrando que a língua estrangeira que será avaliada nas questões do Enem é escolhida no ato da inscrição.

>>> Afinal, o que cai no vestibular?

Dicas para estudar as matérias que mais caem no Enem

Anotou os assuntos das matérias que mais caem no Enem? Então a próxima pergunta que provavelmente vai surgir é: por onde começar a estudar? Não se preocupe, porque separamos algumas dicas para você se preparar para a prova do Enem e chegar tranquilo no dia do exame.

materias-que-mais-caem-no-enem- jovens segurando lápis e escrevendo em caderno

Separe um horário para estudar

O primeiro passo na rotina do vestibulando é criar uma planilha de estudos, e para isso é preciso planejamento e, principalmente, foco para não desistir no meio do caminho.

A dica principal é: comece analisando como funciona o seu dia a dia. Que horas você costuma acordar? Precisa dividir o dia entre trabalho e estudos? Você se sente mais produtivo durante a manhã ou à noite? Responder a essas perguntas ajudará você a montar um cronograma de estudos de acordo com o horário que tiver disponível.

Separe um horário fixo para estudar um pouco todos os dias, assim você conseguirá dedicar tempo a cada uma das matérias separadamente, e ainda revisar os conteúdos mais difíceis.

Comece pelo que é mais difícil para você

Assim que finalizar a etapa de organização dos horários, você pode começar a separar o conteúdo. E aqui, mais uma vez, vale responder a algumas perguntas: Você sente que tem mais dificuldade com matérias de humanas, exatas ou biológicas? Saber encontrar os pontos fracos te ajudarão a traçar um planejamento específico para cada demanda.

Se a pedra no sapato for os conteúdos de matemática, física e química, reserve um tempo a mais para dedicar aos estudos das ciências exatas e deixe os assuntos relacionados às matérias de humanas para o final de semana, por exemplo.

O importante aqui é você começar pelo mais difícil, e assim ir refrescando a memória até sentir segurança sobre determinado assunto. Isso fará com que você adquira maior confiança, para chegar no dia da prova se sentindo ainda mais preparado.

Resolva questões do ENEM

Praticar é a palavra-chave! Se há um recurso vantajoso que a internet nos trouxe, é a facilidade para estudarmos praticamente qualquer assunto. Há diversos sites disponibilizados online para você baixar todas as provas e gabaritos do Enem de anos anteriores.

Ao praticar com provas passadas, você pode até mesmo calcular o tempo que leva para responder às questões, já preparando o psicológico para o grande dia. Faça uma comparação entre os gabaritos de diferentes anos, análise quais os aspectos físicos da prova e até mesmo se há temas que se repetem.

Assista aulas e leia conteúdos disponíveis na internet

Assim como é fácil encontrar provas e gabaritos de anos anteriores na internet, também é possível complementar os estudos com diversas plataformas que vão muito além dos livros e apostilas.

Hoje em dia, é possível até mesmo conciliar diversão e estudos unindo o útil ao agradável, afinal existem centenas de podcasts, documentários, canais no Youtube e até seriados de TV com conteúdos riquíssimos que podem ajudar você a ficar em dia sobre o que acontece no mundo ao seu redor, e ainda aprender algo interessante.

Lembre-se ainda de se manter atualizado sobre as notícias políticas e econômicas que rondam os jornais nacionais e internacionais, além de fortalecer o hábito da leitura. Atualidade também é uma das coisas que mais caem no Enem.

Como praticar a redação do ENEM

Quando falamos de Enem, um dos primeiros temas que surgem na conversa é a redação. Ela é, sem dúvidas, o carro-chefe da prova – já que contém o maior peso na somatória das notas. Mas saiba que, com algumas dicas, é possível tirar de letra essa etapa do exame.

O Exame Nacional do Ensino Médio utiliza a etapa de redação para avaliar a capacidade do aluno de argumentar sobre assuntos diversos, por isso é importante que você busque exemplos e pratique sobre redação dissertativo-argumentativa. Ela é composta de uma estrutura básica com: introdução, desenvolvimento e conclusão.

Manter a leitura em dia e ficar atento às regras gramaticais é tarefa fundamental para aprimorar a escrita, portanto não tem jeito: se você quiser melhorar a sua escrita, não existe nada melhor do que a prática.

Tire um ou dois dias da semana para escrever e procure por temas de provas passadas para praticar a escrita. Isso com certeza o ajudará na hora de realizar a redação oficial.

Confira os temas de redação das edições passadas do Enem:

  • 2021: Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil
  • 2020: O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira
  • 2019: Democratização do acesso ao cinema no Brasil
  • 2018: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet
  • 2017: Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil
  • 2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil

mataterias-que-mais-caem-no-enem - estudante em casa escrevendo

Como calcular a nota do Enem?

O cálculo da nota do Enem é feito com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI).

Esse método leva em conta não só o número de acertos do candidato nas quatro provas, mas a consistência das respostas, de acordo com o nível de dificuldade das questões.

Essa metodologia permite avaliar a possibilidade de chute no exame. Se um candidato costuma responder corretamente só as questões mais fáceis e acerta uma difícil, por exemplo, há indícios de que ele possa ter chutado.

É por isso que é comum que estudantes com o mesmo número de acertos tenham notas distintas. 

As universidades e os programas do governo, como Prouni, FIES e Sisu, utilizam a média das notas para aprovar os candidatos nos processos de seleção.

No entanto, essa média pode ser simples ou por peso, dependendo do critério utilizado pela instituição de ensino superior.

Descubra a seguir como calcular cada uma delas.

Média simples

Para chegar na média simples, você precisa somar as notas das quatro provas (Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Linguagens e Códigos e Matemática) e da redação, e dividir o total por cinco.

Média por pesos

Já para calcular a média por pesos, é necessário, primeiro, descobrir o peso atribuído pela instituição de ensino para cada nota. 

Vamos supor que o peso da prova de Matemática é equivalente a 3. Nesse caso, você deve multiplicar a sua nota por 3. 

A regra é a mesma para as outras provas: consultar o peso e multiplicar. 

Para obter a nota final, basta somar tudo e dividir por cinco.

Por que fazer o Enem?

Que ele é um dos métodos de entrada mais concorridos para quem deseja ingressar na faculdade não é novidade, mas afinal, você sabe por que deveria fazer o Enem e quais as vantagens que ele pode trazer para a sua formação?

Ingresse na faculdade sem vestibular

O Exame Nacional do Ensino Médio é hoje um dos métodos mais utilizados para o ingresso em universidades públicas e federais. Conquistar um lugar no ensino superior sem a necessidade de gastar com mensalidades é o sonho de muita gente, por isso há uma grande concorrência pela disputa de vagas.

Apesar de concorrido, o exame passou a substituir o vestibular em boa parte das universidades, tornando o processo seletivo mais democrático e inclusivo. Com o resultado em mãos, você pode utilizá-lo para tentar a chance em diversas instituições públicas e federais, evitando, assim, a necessidade de aplicar outra prova de vestibular.

Consiga bolsas de estudos

Se você não obteve uma boa nota para conquistar uma vaga no ensino público, não desanime. Saiba que boa parte das instituições particulares já aceitam a nota do Enem – neste caso com um limite de corte diferente – como argumento por quem procura uma bolsa de estudos.

Encontrou a graduação que deseja cursar em uma instituição de ensino superior? Entre em contato para se informar sobre descontos para quem fez a prova do Enem. As melhores universidades oferecem o Bolsa Enem e vários outros benefícios para quem não tem condições de pagar por uma mensalidade integral.

Obter financiamento estudantil

Já pensou poder financiar 100% do seu curso com a nota do Enem? Sim, é possível. Um dos programas mais utilizados para esse fim é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), programa do governo federal que utiliza a pontuação do Enem para financiar parte ou toda a mensalidade do aluno.

Para disputar uma vaga, o candidato deve ter uma média de 450 pontos nas provas, além de não zerar na redação. As inscrições são abertas duas vezes por ano, geralmente em fevereiro e julho. Fique de olho nas fases de divulgação para acompanhar o processo.

Entrar na faculdade é um passo importante na vida de muitos jovens e adultos, e a etapa do Enem exige uma boa dose de paciência e dedicação. Mas com algumas dicas e um bom planejamento, é possível encarar a prova com tranquilidade, e, dessa forma, conquistar uma boa nota para ingressar na tão sonhada graduação.

Independentemente da modalidade que você estiver almejando, o exame será um excelente aliado – tanto para quem busca uma instituição pública como para quem prefere uma universidade privada. E agora que você já conhece as principais matérias que caem no Enem, ficará mais fácil de planejar o seu cronograma de estudos em busca de uma boa vaga no ensino superior.

Está motivado para começar os estudos, mas ainda não sabe exatamente o que quer para a sua vida profissional? Então confira o texto a seguir e saiba como proceder: Como escolher uma profissão que combina comigo? Veja aqui!