Enem

Qual a diferença entre tema e assunto? [Redação do Enem]

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você sabe a diferença entre tema e assunto na redação do Enem?

Muitas vezes, utilizamos os dois como sinônimos no nosso vocabulário, mas existe diferença — e ela é bem importante para evitar fuga do tema na sua redação!

Nesse artigo, você vai entender exatamente essa distinção entre tema e assunto para acertar no seu texto e receber a tão esperada nota 1000.

Você vai conferir:

Diferença entre tema e assunto na redação do Enem
Como não fugir do tema na redação do Enem
Não sei nada sobre o tema da redação. O que fazer?

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

Diferença entre tema e assunto na redação do Enem

O assunto é um tópico bem amplo. Educação, segurança, meio ambiente, cidadania e tecnologia são alguns exemplos de assuntos de uma redação.

Já o tema é um recorte desse assunto mais abrangente. Ou seja, o tema está contido dentro do assunto da redação — às vezes, inclusive, dentro de mais de um assunto.

Se ficou confuso, confira a diferença entre tema e assunto na prática com as últimas redações do Enem:

Edição de 2021
Tema: “Reconhecimento da contribuição das mulheres nas ciências da saúde no Brasil”
Assunto(s): ciência, mulheres, igualdade de gênero

Edição de 2020
Tema: “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”
Assunto(s): saúde, saúde mental

Edição de 2019
Tema: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”
Assunto(s): cultura, democracia, igualdade social

E a tese?

Outra confusão bem comum é entre tema, assunto e a tese da redação.

A tese é a sua opinião sobre o tema e funciona como o centro do seu texto dissertativo-argumentativo.

Será a partir da sua posição sobre o tema apresentado no enunciado que você vai trazer os argumentos e montar todo o desenvolvimento da redação.

Portanto, o assunto é um tópico abrangente, o tema é uma delimitação do assunto e a tese é o seu ponto de vista.

Como não fugir do tema na redação do Enem

É possível escrever uma redação maravilhosa sobre um assunto e fugir completamente do tema.

Por isso, é tão importante entender a diferença entre os dois conceitos! Além disso, confira outras dicas para não fugir do tema da redação:

1. Leia os textos motivacionais com atenção

Na pressa de escrever logo da redação, alguns candidatos pulam os textos motivacionais ou leem superficialmente, e isso pode ser um grande erro.

Mesmo um tema sendo bem específico, ele pode abrir espaço para diversas interpretações e os textos motivacionais servem justamente para orientar a escrita.

Um exemplo da importância de ler os textos motivadores e não se guiar somente no enunciado foi o Enem de 2014.

Para você ter uma noção, mais de 500 mil estudantes zeraram a redação — quase 10% dos candidatos.

O principal motivo? Fuga do tema.

O tema foi “Publicidade infantil em questão no Brasil”. Se você lesse apenas o tema, poderia pensar que a problemática era realizar propaganda infantil.

Contudo, lendo os textos motivadores, perceberia que o Enem estava falando de publicidade direcionada para a criança — o que muda completamente a construção do texto.

Por isso, leia sempre os textos motivacionais com atenção. Veja mais algumas dicas sobre o tópico:

  • Leia primeiro o enunciado e os textos motivadores na sequência;
  • Utilize a caneta para marcar o texto;
  • Aproveite para realizar anotações de observações e pensamentos importantes durante a leitura;
  • Faça um resumo mental da interpretação do texto.

2. Interprete cada palavra do enunciado

Outro ponto bem importante para evitar fugir do tema é interpretar cada palavra do enunciado.

Às vezes, o candidato até escreve uma boa redação, mas perde nota por não abordar algum ponto importante da temática. Cada palavra do tema importa.

Vamos a alguns exemplos na prática.

Na edição de 2013, o tema foi “Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”. Podemos quebrar esse tema em três partes:

  • Efeitos: as consequências da nova lei;
  • Implantação da Lei Seca: falar da nova legislação;
  • No Brasil: falar da questão apenas no Brasil.

Ou seja, é preciso falar sobre as consequências dessa nova legislação na sociedade brasileira.

Portanto, você pode fugir do tema se mencionar somente as causas ou esquecer de relacionar com o Brasil.

Outro exemplo é a edição de 2017 com o tema “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”.

Vamos quebrar esse tema em partes:

  • Desafios: quais são os problemas?
  • Formação educacional: estudo formal, que envolve Educação Básica, Técnica e Superior;
  • Surdos: pessoas que nasceram sem escutar;
  • No Brasil: falar da questão apenas no Brasil.

Na época, esse tema gerou bastante confusão entre os candidatos porque muita gente utilizou “deficiente auditivo” como sinônimo de surdo, mas não era a mesma coisa.

Surdo é a pessoa que nasceu sem escutar e deficiente auditivo é quem perdeu a audição ao longo da vida.

Por sorte, o INEP aceitou o uso do termo, mas, caso não aceitasse, muita gente poderia zerar a redação.

Por isso, é tão importante entender o que cada palavra do tema significa.

Qual a diferenca entre tema e assunto Redacao do Enem

3. Traga o tema logo na introdução

Para evitar fugir do tema, é abordado logo o assunto nas primeiras linhas da sua redação, utilizando o seguinte modelo: contextualização — apresentação do tema — tese.

Na hora de falar do tema, utilize palavras semelhantes ao tema do enunciado.

Por exemplo, no caso da edição de 2017, vamos imaginar que você contextualizou falando de um filme em que o personagem enfrenta problemas para estudar porque é surdo, você poderia introduzir o tema, dizendo “Saindo da ficção, milhares de brasileiros surdos enfrentam problemas para poder ter acesso à formação básica de educação…".

Não sei nada sobre o tema da redação. O que fazer?

O tema da redação do Enem é uma caixinha de surpresas todo ano.

Em alguns casos, é uma temática bastante comentada, como o tema “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira” de 2017.

Porém, em outros, é um tópico que não pensamos muito, por exemplo “Democratização do acesso ao cinema no Brasil” de 2019.

Se chegou na hora da redação e você não sabe nada sobre o tema, mantenha a calma e faça o que falamos: leia o enunciado e o texto motivacional com atenção.

Feito isso, aqui aparece novamente a importância de entender sobre a diferença entre tema e assunto: pense em tudo o que você lembra sobre o assunto.

Com um repertório sobre o assunto, você consegue se conectar à temática.

Utilizando o exemplo anterior, com democratização, você pode lembrar, de repente, da Constituição Federal, que o direito de acesso à cultura é de todos e assim começar a ter novas ideias.

Por fim, outras dicas:

  • faça um brainstorm;
  • liste pelo menos dois argumentos;
  • tenha repertórios prontos para diferentes assuntos!

Aprendeu a diferença entre tema e assunto? Agora, você não erra mais e já sabe o que fazer para não fugir do tema!

Leia também:

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.