Enem

Como funciona o Enem Digital?

Por Redação   | 

 Tag: Enem

Você sabe como funciona o Enem Digital?

Na edição de 2020 do Enem, ocorreu a primeira aplicação da versão digital do exame. 

Em 2021, acontecerá sua segunda realização. Desta vez, a versão digital acontecerá nos mesmos dias da versão impressa — 21 e 28 de novembro, das 13h30 às 19h no primeiro dia, e das 13h30 às 18h30 no segundo.

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é o principal instrumento de acesso ao ensino superior brasileiro na atualidade. 

Com a nota do Enem, os participantes podem se inscrever em programas como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), o Prouni (Programa Universidade para Todos) e, ainda, tentar um financiamento estudantil no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Neste artigo, vamos fazer informações sobre o Enem Digital, explicando seu funcionamento, quem pode fazer, o que cai, qual a duração e como é a correção.

Confira:
O que é o Enem Digital e por que foi criado?
Na prática, como funciona o Enem Digital?
Quem pode fazer o Enem Digital?
Quais são os conteúdos cobrados no Enem Digital?
Qual o tempo de duração das provas do Enem Digital?
Como funciona a correção do Enem Digital?
Enem Digital: novidades em 2021
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

O que é o Enem Digital e por que foi criado?

O Enem Digital é um novo modelo de aplicação de provas, através de computadores. Essa versão do Enem é considerada mais barata e segura. 

Nela, o participante responde todas as questões objetivas do exame virtualmente. 

A estrutura do Enem Digital é idêntica à versão impressa, com o mesmo número de questões e tempo. A principal diferença está no uso do computador.

Essa modalidade do Enem foi aplicada pela primeira vez no começo de 2021, quando foi realizada a edição de 2020 do Enem.

Na época, 96 mil candidatos de 95 municípios optaram por realizar a versão virtual do exame. 

Por mais que tenha sido aplicado no contexto de pandemia, o Enem Digital é um projeto anterior à crise sanitária. 

O anúncio da nova versão do Enem, com as provas digitais, foi feito em 2019 e a intenção do Ministério da Educação (MEC) é que até 2026 todo o exame seja digital, visando reduzir os custos com a impressão.

A seguir, apresentamos mais detalhes sobre o funcionamento do Enem Digital. 

Na prática, como funciona o Enem Digital?

O Enem Digital é um modelo de aplicação de provas do Enem em que o estudante realiza o exame de forma online, diretamente pelo computador.

O acesso à prova não é feito de casa, como muitos podem pensar. 

Assim como na versão impressa, o candidato que realizará a prova digital deve comparecer às instituições selecionadas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). 

Os locais de prova são divulgados previamente na Página do Participante.

Nesses locais, as provas são disponibilizadas nos computadores através de um sistema próprio, não sendo possível acessar outros sites.

Além disso, os locais de aplicação contam com um técnico de informática caso ocorra algum problema na hora do exame.

No Enem Digital, a única parte da prova que é feita à mão é a redação. Dessa forma, é imprescindível que os candidatos levem caneta esferográfica transparente de tinta preta.

Além da redação, os participantes também ganham folhas de rascunho para fazer os cálculos e anotações sobre as questões das provas.

Tanto no formato impresso quanto digital, o tema da redação é conhecido apenas no momento da prova. 

No mais, a estrutura do Enem Digital segue a mesma lógica do Enem Impresso.

Em 2021, o Enem acontecerá nos dias 21 e 28 de novembro, tanto a versão impressa quanto a digital. 

Os dois modelos serão aplicados simultaneamente, e as questões também serão as mesmas. 

No primeiro domingo, os estudantes têm 5h30 para realizar as provas. Já no segundo domingo, o tempo é de 5 horas.

Assim como o modelo tradicional, o Enem Digital é dividido em quatro grandes áreas de conhecimento  — Ciências Humanas e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. 

São 45 questões para cada área de conhecimento, totalizando 180 perguntas objetivas.

Confira abaixo a organização das provas por dia:

1° domingo:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias (45 questões)
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (45 questões)
  • Redação

2° domingo:

  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias (45 questões)
  • Matemática e suas Tecnologias (45 questões)

Para conferir todas as regras do Enem Digital, não deixe de conferir aqui o edital publicado pelo MEC. 

Quem pode fazer o Enem Digital?

Os participantes optaram no momento da inscrição pela versão impressa ou digital do Enem. 

Ou seja, só poderão realizar o Enem Digital aqueles que selecionaram essa opção na inscrição. Ao todo, foram 101.100 vagas para a versão em computador.  

Este ano, o Enem Digital será exclusivo para quem já concluiu o ensino médio ou quem está concluindo a etapa em 2021. 

Quais são os conteúdos cobrados no Enem Digital?

enem-digital-conteudos - mulher estudando em frente ao computador

As questões do Enem Digital, incluindo tema da redação, são as mesmas da versão impressa. Ou seja, os mesmos conteúdos são cobrados nas duas modalidades. 

Na edição de 2020, o Enem Digital teve questões e tema de redação distintos do Enem Impresso, mas isso só aconteceu porque as provas foram aplicadas em dias diferentes. 

Como este ano as duas versões serão aplicadas simultaneamente, as provas digitais e impressão serão idênticas.

Abaixo, confira o que é cobrado em cada uma das áreas do conhecimento:   

  • Linguagens, códigos e suas tecnologias e redação: Língua portuguesa, literatura, língua estrangeira (inglês ou espanhol), artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação.
  • Ciências humanas e suas tecnologias: História, geografia, filosofia e sociologia
  • Ciências da natureza e suas tecnologias: Química, física e biologia
  • Matemática e suas tecnologias: Matemática

>>> Afinal, o que cai no vestibular?

Qual o tempo de duração das provas do Enem Digital?

O Enem Digital tem a mesma duração do Enem Impresso. 

No primeiro domingo, 21 de novembro, a prova acontece das 13h30 às 19h, tendo duração de 5h30. 

No segundo domingo, 28 de novembro, as provas são aplicadas das 13h30 às 18h30, tendo duração total de 5 horas. 

Como funciona a correção do Enem Digital?

A correção do Enem Digital se dá da mesma forma que a versão impressa. 

A pontuação do Enem é calculada com base na Teoria de Resposta ao Item (TRI), algoritmo usado para corrigir e dar nota às questões da prova. 

Esse algoritmo analisa o padrão de erros e acertos do candidato, conseguindo identificar se o estudante acertou porque de fato sabia – recebendo o ponto inteiro da questão – ou chutou – recebendo uma pontuação menor. 

Já a redação, é corrigida por uma banca examinadora. 

É possível conferir seu desempenho na Página do Participante. 

Enem Digital: novidades em 2021

A grande novidade do Enem Digital 2021 são os recursos de acessibilidade para a realização do exame. 

Agora, os participantes que solicitaram atendimento especializado poderão contar com recursos de acessibilidade, como prova ampliada e superampliada, por exemplo. 

Tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), tempo adicional e salas acessíveis também são recursos previstos no edital da modalidade digital.

Conclusão

Neste artigo, explicamos como funciona o Enem Digital, trazendo informações sobre a aplicação das provas, conteúdos e tempo de duração do exame.

Se você está se preparando para o Enem, não deixe de conferir outros conteúdos relacionados com a temática da EAD Univille: