Como aumentar a concentração nos estudos?

EAD UNIVILLE   |    | 4 min de leitura
Saiba mais
Saiba mais

Xícara de café branca, ao lado notebook, e fundo desfocado - como-aumentar-a-concentracao

Você senta na cadeira para estudar e confere algumas páginas do seu livro de estudo. Faz algumas pequenas anotações e, minutos depois, escuta um alerta de notificação no seu celular.

Você pega o aparelho, confere a mensagem e aproveita para abrir o Instagram. Navega pelo feed, curte algumas fotos e, quando percebe, está distraído e esqueceu dos estudos.

Você se identificou com essa situação? Hoje em dia, com tantos estímulos das tecnologias, como a televisão e o celular, ficou mais difícil manter o foco.

Mas saiba que isso tem solução! Confira neste artigo algumas dicas de como aumentar sua concentração nos estudos.

Hábitos saudáveis

Mente e corpo caminham juntos, assim ter hábitos saudáveis, com uma alimentação balanceada, consumo de água em quantidades apropriadas, prática regular de exercícios físicos ajudam a manter a atividade cerebral em bom funcionamento.

Melhore a sua qualidade de sono

A privação do sono pode facilmente atrapalhar a sua concentração e as suas funções cognitivas, como a memória e atenção.

Estar muito cansado pode diminuir seus reflexos e afetar sua capacidade de dirigir ou realizar outras tarefas diárias.

Inúmeras pesquisas comprovam que a falta de sono provoca doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e depressão.

Conforme estudo global realizado pela Royal Philips, empresa de produtos tecnológicos voltados ao estilo de vida, apenas 10% dos entrevistados acompanham e monitoram seu sono.

Aqui no Brasil, essa mesma pesquisa apontou que 60% das pessoas estão insatisfeitas com o sono e 40% delas não dormem bem em decorrência de estresse e preocupação.

Especialistas recomendam que adultos durmam, em média, de 7 a 8 horas por dia. Sabemos que nem nossa rotina permite, mas é importante tentar se aproximar o máximo possível da orientação.

Confira algumas dicas de como melhorar o sono:

  • Desligue a TV e guarde o celular, pelo menos, uma hora antes de dormir;
  • Relaxe antes de dormir com música suave, um banho quente ou um livro;
  • Tente dormir no mesmo horário, todos os dias, até mesmo aos finais de semana;
  • Faça exercícios físicos regularmente, mas evite exercícios pesados antes de dormir.

Tenha uma rotina de estudos

Se você está com dificuldades de se concentrar para estudar, é importante planejar uma rotina. Defina um horário de início, de pausa e de fim. Isso mesmo, de fim.

Estudar infinitamente, até cansar, não é uma boa opção, pois o corpo não consegue manter a concentração por longos períodos.

Ter um horário para terminar os estudos é necessário para eliminar a sensação de culpa por achar que deveria ter estudado mais, afinal você estudou exatamente aquilo o que havia planejado.

Além disso, aproveite os horários de pausa para levantar da cadeira e movimentar um pouco o corpo. Assim, você alivia a tensão de permanecer muito tempo na mesma posição.

Divida os estudos em blocos

Ao dividir o estudo em blocos por assuntos, nosso cérebro vai responder positivamente aos estímulos de recompensa.

Mas, o que isso significa?

Vejamos: caso os estudos fossem divididos em uma lista enorme de assuntos, iríamos olhar para ela e pensar “não vou dar conta de tudo isso” e, por consequência, ficaríamos desmotivados e dispersos.

Porém, se dividíssemos o planejamento em blocos menores, o progresso acaba sendo mais recompensador para o nosso cérebro que, por sua vez, mantém o foco por mais tempo.

Ficou interessado? Então conheça mais sobre o método intercalado.

Evite distrações + Método Pomodoro para aumentar a concentração 

Sabemos que é muito difícil ficar horas seguidas resistindo às distrações.

Assim, uma série de métodos foram desenvolvidos para nos ajudar. Um deles é conhecido como o método Pomodoro.

A recomendação é que passemos 25 minutos realizando as atividades que planejamos sem parar, ficando longe de qualquer distração (sem WhatsApp ou redes sociais).

Depois desse tempo, você tem cinco minutos de pausa para usá-los como quiser. Vale ir até a cozinha tomar um café ou aproveitar para ler alguma notícia no celular.

Após a pausa, volte para mais um bloco de 25 minutos de atividade. A técnica recomenda que, quando você completar quatro ciclos de 25 minutos, realize um descanso mais longo de meia hora.

Mantenha o ambiente de estudos limpo e ajeite sua postura

Neurocientistas dizem que, caso o ambiente de estudos esteja bagunçado, isso vai refletir no cérebro que enfrentará mais dificuldade de se concentrar em atividades importantes.

Ainda, é de suma importância que você também cuide da sua postura, pois o nosso cérebro se concentra mais no desconforto do que naquilo que estamos fazendo.

Além disso, a má postura pode causar problemas sérios, como desvios na coluna, nas chamadas escoliose (desvio lateral da coluna), hiperlordose (encurvamento maior da região inferior da coluna) e a hipercifose (aumento da curvatura da região torácica ou cervical).

Escute música (mas com ressalvas!)

Os sons podem te ajudar na concentração, porém tenha muito cuidado com alguns tipos de música que podem causar justamente o contrário
Prefira escutar músicas com as seguintes características:

  • Músicas mais leve e instrumentais;
  • Evitar músicas num idioma em você fala, pois você vai acabar se concentrando na letra;
  • Manter o volume baixo, pois escutar música muito alta pode atrapalhar o seu raciocínio.

Você já ouviu falar de lo-fi? O lo-fi são sons repetitivos de batidas simples, com uma pegada de jazz e quase sempre sem voz. Essas características fazem com que os ritmos não atrapalhem a leitura e o estudo.

E, por isso, muitas pessoas utilizam esse ritmo para se concentrar. No Youtube e no Spotify há uma centena de playlists que reúnem sons de lo-fi.

Invista em cores!

Ao fazer seus resumos, invista em cores. Use marca-textos, posts ou canetas coloridas. Se estiver fazendo anotações em um documento online, procure modificar a cor do texto. As cores vão chamar a atenção do seu cérebro.

Treine seu cérebro

Vale preparar seu cérebro, também, em atividades fora dos estudos.

Alguns jogos de estratégia podem te ajudar a aumentar a sua concentração e, ainda, a sua capacidade de resolver problemas e tomar decisões rápidas, habilidades que vão ser fundamentais no seu futuro profissional.

Tente experimentar jogos como xadrez, sudoku, quebra-cabeças, palavras cruzadas e jogos de memória.

Conclusão

O cansaço, o estresse e as tecnologias podem influenciar no nosso foco quando vamos estudar.

Mas, com essas dicas simples, percebemos que é possível reverter a situação e dar um passo rumo ao nosso objetivo.

É importante, acima de qualquer coisa, cuidar da nossa saúde física, lembrando sempre de se alimentar bem e de beber água regularmente, além de monitorar a qualidade do sono.

Também é fundamental que tenhamos organização na hora de estudar, montando uma rotina que contenha horários e disciplinas. Aos poucos, o estudo se transformará num hábito.

Você gostou do conteúdo do artigo? Então aproveite para conferir também 7 aplicativos incríveis para estudar.

New call-to-action

Inscreva-se no nosso Blog

New call-to-action

O que você achou dessa publicação?

Deixe o seu comentário abaixo.

BUY On HUBSPOT